domingo, 30 de agosto de 2015

Apresentação

domingo, 30 de agosto de 2015

Se tem algo que é mais claro para mim a cada dia é o quanto tudo é um ciclo. Tem um início, um meio e um final. E esse, é um pouco dos três.

Cresci gostando de escrever basicamente sobre tudo. Tive mil e um diários (alguns em conjunto com amigas que inclusive estão guardados), banquei a escritora de webnovela (saudações galera da RO e da WP do Orkut!), era a rainha do "o topo é meu", sou da antiga blogosfera (com bordas 3D e layouts prontos com nomes em inglês) e blá blá blá. Tenho muito na minha cabeça e muito o que compartilhar. Enfim, não sei se isso está no sangue (Oi, mãe!), é influência das músicas e poemas dos meus ídolos, é culpa da Astrologia, vem de outras vidas ou apenas existe em mim.

Fato é que, sempre gostei de ler e de escrever, além de desenhar. Sempre precisei dizer o que sentia e quando não podia dizer, lá estava uma caneta e uma folha de papel. Escondi esse "dom" por bastante tempo e confesso que ainda tenho vergonha, mas é tanto dentro de mim e que passei a me sentir sufocada. Preciso deixar ir...

Ainda falando sobre ciclos, a minha vida têm sido uma montanha-russa e mesmo sabendo que não sou a pessoa mais indicada para falar sobre o complexo ato de viver, sou humana. Sinto. E muito! E por isso, decidi recriar meus diários nesse cantinho e assim como disse para uma amiga: A poesia não é minha, é de quem sente. (Beijo, Lulu!)

Quero falar sobre tudo o que penso e sinto, e espero ser um ombro amigo, alguém que compartilha dos mesmos medos, inseguranças, nostalgias e paixões que você. Espero que, aqui, você consiga se reconfortar na certeza de que não está sozinho, e que, quando precisar, estou aqui para ouvir e colocar no papel - e agora, na internet - o que sentimos. 

Todos temos escolhas. Alguns seguem a multidão, outros se destacam. Esses são os meus caminhos. Essas são as minhas escolhas.

Bem, eu não sei até quando levo isso adiante ou se um dia aqui existirá algo além de versos, mas estou disposta a esperar pra ver qual vai ser. E a partir de hoje, deixo minha alma e meu coração abertos para quem quiser ler e espero que entre tantas, essa seja uma boa escolha.

Obrigada por ter me acompanhado até aqui. Nos lemos em breve...


Angélica Maria
Escolhas Alternativas © 2014